Pela primeira vez na história, árbitras na Copa do Mundo


Lucas ·

Pela primeira vez na história, árbitras na Copa do Mundo

Na Copa do Mundo 2022, algumas mulheres farão história. Árbitros muito bem qualificados foram selecionados pela FIFA, e entre eles, seis serão mulheres – essa é a primeira vez na história que uma mulher exercerá sua função de árbitra numa edição da Copa do Mundo masculina.

Dentre todas as seis representantes, três trabalharão como assistentes de árbitro. No meio das assistentes, a brasileira Neuza Back também está presente. Os nomes das árbitras são Stephanie Frappart, França, Salima Mukasanga, de Ruanda, e Yoshimi Yamashita, do Japão. As outras duas assistentes são Karen Díaz Medina, do México, e Kathyrn Nesbitt, dos EUA.

A francesa Frappart tem 38 anos, trabalha internacionalmente desde 2011 e é muito conceituada, possuindo grande mérito e reconhecimento. Ela já dirigiu grandes torneios femininos, como finais da Copa do Mundo. Em 2019, foi a primeira mulher a apitar a final da partida da Supercopa masculina, e em 2020 foi ela quem dirigiu uma partida da Liga dos Campeões também representando o marco por ser a primeira mulher a realizar tal feito.

Além do mais, ela foi também a primeira árbitra feminina a participar de uma partida do Campeonato Europeu Masculino, na época como assistente.

Já Mukasanga foi a primeira mulher a apitar um jogo da Taça das Nações Africanas recentemente, quando foi a quarta mulher árbitra da partida em específico. Yamashita, em abril, apitou o jogo dos Campeões Asiáticos.

O importante é a qualidade, e não o gênero

De acordo com Pierluigi Collina, presidente do Comitê de Arbitragem da FIFA, eles estão muito contentes em poder proporcionar pela primeira vez uma oportunidade como essa às profissionais pela primeira vez na história.

Para Collina, as nomeações dos árbitros fazem parte de um longo processo que já começou anos antes, e o mais importante é a qualidade do profissional acima de seu gênero. Collina reforça que, no futuro, espera-se que notícias assim não precisem mais serem noticiadas, pois isso deverá ser visto como um fato normal para o futebol.

Collina também afirma que todas elas estão na Copa do Mundo 2022 por total mérito, já que o desempenho de todas é consistente e excelente, e é esse o fator determinante para a FIFA.

No total, 36 árbitros, 69 assistentes e 24 membros da equipe de arbitragem de vídeo foram selecionados pelo Comitê de Arbitragem da FIFA. De acordo com a organização, o projeto 'Heading to Qatar 2022' começou em 2019. E desde então, mais de cinquenta trios de arbitragem foram analisados como possíveis candidatos, e todos eles passaram por uma preparação de boa intensidade.

Também de acordo com Collina, a pandemia afetou boa parte das atividades de treino de arbitragem, especialmente em 2020 e no início de 2021. Mas, felizmente, ainda faltava bastante tempo até o torneio da Copa do Mundo de 2022, e com isso a FIFA ganhou um bom tempo para conseguir preparar seus candidatos. Eles anunciaram os nomes com certa antecedência porque queriam trabalhar bem com os árbitros que foram indicados, acompanhando-os de perto.

O preparo de todos os árbitros é detalhista e preciso

Para o suíço Massimo Busacca, diretor do Ramo de Arbitragem da FIFA, dessa vez a FIFA contou com um programa de monitoramento e suporte que se superou e inovou a supervisão dos árbitros. Desta forma, todos eles receberam acompanhamento mais de perto e com mais intensidade dessa vez, ao se comparar com as edições anteriores de treinamentos.

E Busacca afirma que, para termos de preparo de saúde e condicionamento físico, cada árbitro recebe um programa sob medida durante seu preparo, assim como uma avaliação final um pouco antes do início da Copa. Nesta avaliação final, aspectos médicos, técnicos e físicos são considerados. Segundo o suíço, esse é um ponto de extrema importância, por meio do qual se esperam obter melhorias e evoluções para a Copa do Mundo no Catar.

Nos últimos meses, os árbitros prestigiados para o grande torneio participaram de muitos seminários em diversas cidades. Com isso, revisaram-se vídeos de sessões reais de partidas e prática de treinos, que foram gravados na intenção de que os participantes recebessem feedback de seus instrutores.

E, com tudo isso, as mulheres conquistam seu espaço de direito

Por fim, mulheres podem e devem trabalhar com o que querem, onde bem entenderem, uma vez que elas fazem parte do sistema social. Nos últimos tempos, é nítida a conquista por esse espaço cada vez mais presente. Isso reflete-se em todas as áreas da sociedade, e com certeza no futebol também.

Os campeonatos femininos são mais prestigiados hoje em dia, as jogadoras têm um número de torcedores cada vez maior, e as partidas desses torneios conseguem cada vez mais destaque ao serem televisionados em mais emissoras.
Definitivamente, um campeonato como a próxima Copa do Mundo feminina também tem tudo para funcionar como uma ótima opção de torneio de apostas por meio do Fantasy Football em sua empresa!


Comentários (0)

Nenhum comentário foi encontrado.

Futebolmedia.com.br

Um Apostas para o seu escritório?

Quer um Apostas exclusivo para sua empresa? Isso é possível! Com uma fantasia de escritório pode tornar o seu grupo tão exclusivo quanto desejar. Adicione as cores e o logotipo da sua empresa, convide seus colegas e deixe-os fazer previsões. Para tornar as coisas mais divertidas, deixe as equipes e departamentos competirem entre si por grandes prêmios!

Futebolmedia.com.br »